terça-feira, 18 de agosto de 2015

Aniversariando em Londres

Completei a minha segunda década de existência em Londres. Isso por um lado foi fantástico, mas por outro nem tanto, porque estou começando a viver a minha terceira década de existência de agora em diante (SOCORRO!).

Desde que embarquei para o intercâmbio, eu sabia que passaria o meu aniversário fora e já planejava passar em uma cidade que fosse incrível. Bem, essa cidade foi Londres!
Acordei pela manhã já animadíssima por ser o meu dia (1 de julho) e me arrumei da melhor maneira que podia de acordo com a pequena quantidade de roupas que eu tinha a minha disposição. Neste dia o nosso amigo Rogério nos fez uma surpresa: Foi a um supermercado sem a gente saber e nos trouxe uma "cesta básica" com tudo o que vocês imaginarem. Tinha pizzas, queijo, presunto, tomate, ovos, leite, suco... Tudo!
Fiquei muito agradecida por aquele presente, guardei (pois já tinha tomado café) e saí com Vivi para aproveitar o meu dia.

O nosso primeiro destino naquele dia foi a Royal Opera House depois de passar pela porta das lojas de sapatilha por ali perto, que fica em Covent Garden (algumas pessoas que conheço disseram que quando foram não acharam, pois é bem escondidinho). Ali eu realizei um sonho de bailarina, pois eu estava conhecendo a sede de um dos maiores ballets do mundo! Infelizmente não consegui assistir a nenhuma apresentação (ingressos caros e esgotados), mas pude entrar para conhecer o foyer, e fui a lojinha que há lá dentro. 
Tudo é muito lindo, e eu acabei comprando uns broches para mim e algumas amigas, além de ter ganho de Vivi uma agenda 2016 de lá.



Existem passeios guiados aos bastidores de lá, mas você precisa se inscrever pela internet com antecedência e ficar de olho nos horários. Eu infelizmente não consegui, mas se você for, aproveite e olhe antes.

De lá nós fomos ao Covent Garden Market, que fica em frente ao prédio da Royal Opera House, e passeamos por ali.
Como eu estava exausta e com os pés cheios de bolha, decidimos que faríamos programas mais light. Fomos então até a Cleopatra's Niddle (por causa do livro do Rick Riordan 'A pirâmide vermelha'), a National Portrait Gallery (estava tendo uma exposição de fotos da Audrey Hepburn, porém esta sessão era paga) e de lá nós fomos ao Tate Museum.
Gostei muito de lá e este foi o nosso dia mais econômico pois o museu foi de graça (assim como todos de Londres), e só gastamos na Royal com o meu presente.

Vale muito a pena os passeios nos museus pois são super organizados e a sua estrutura por si só é muito bela. Também não esqueça de ter consigo um mapa da cidade (o meu eu peguei no aeroporto mesmo) pois apesar de Londres ser super bem sinalizada, os mapas ajudam muito.

Esta foi ao fim do passeio, na frente do Tate Museum

Em baixo da Cleopatra's Niddle



Covent Garden

Covent Garden Market




Nenhum comentário:

Postar um comentário