segunda-feira, 27 de julho de 2015

Um rápido guia para intercambistas

Estou de volta das minhas viagens, e cheia de ideias para postagens, isso sem falar nas milhões de coisas que tenho para escrever sobre as minhas experiências no mochilão. Bem, mas vocês vão precisar esperar um pouquinho para ler, pois como estou voltando ao Brasil, tudo aqui está uma bagunça, e tenho zero tempo para escrever :(

Mas, enquanto não vem as postagens sobre o mochilão, preparei um rápido guia para os intercambistas do próximo semestre. Ultimamente recebi mensagem de várias pessoas que estão vindo a Coimbra (obrigada a todos, vocês não sabem a minha felicidade! <3) e por isso, resolvi escrever algumas dicas para todos que estão vindo a Europa!



Pré-intercâmbio: O que é importante lembrar?

1. Computador
Esse foi um dos primeiros ítens que providenciei quando soube que eu viria para Portugal. Basicamente a sua vida vai depender da existência de um computador, pois um bom celular ou um tablet/ipad nem sempre terão algumas funções.
Haverão textos que os professores vão passar para ler, terão trabalhos a serem digitados, roteiros de viagem a serem planejados, e se você fizer como eu, ainda terá um blog para escrever!

2. Conta bancária
Se por algum acaso você fez um travel card, é FUNDAMENTAL que você tenha a sua conta bancária em dias e com as funções de movimentação pela internet habilitadas. Lembre-se que para recarregar o dinheiro no travel card você precisará fazer online, e por isso, vá ao banco habilitar todas as funções de internet.
Durante o meu intercâmbio, tive de confiar muito no meu computador e na internet para poder ter sempre meu dinheiro em dias (sou daquelas que acha que movimentação financeira pela internet nunca é seguro).

3. Procuração
Este item é importantíssimo, e foi uma dica de um ex-intercambista amigo da minha irmã. É importante que antes de viajar você faça uma procuração em cartório deixando alguém no Brasil capaz de realizar qualquer coisa no seu lugar. Eu por exemplo, deixei a minha mãe com a procuração que permite que ela faça qualquer coisa relativo ao banco, a universidade, e a justiça
Isso vai ser importante caso, por exemplo, você tenha algum problema de furto de cartão e precise que alguém vá ao banco resolver por você. Lembre-se que você não estará no país, e qualquer medida que você precisaria tomar se tornará mais fácil por ter alguém que legalmente possa resolver no seu lugar.

4. Busque informações sobre a cidade
Antes de você sequer pensar em entrar num avião para a Europa, lembre-se de parar algumas horas na frente do computador e pesquisar bem sobre o lugar que você vai. Pesquise muito sobre a cidade, descubra os melhores bairros, onde fica a faculdade, veja se a cidade é violenta, como é o clima durante o ano, como é o comércio...
Para esse tipo de pesquisa, nada melhor que o facebook. Hoje, existem milhares de grupos no facebook de brasileiros que moram no exterior e que podem dividir informações e ajudar você na sua chegada.



5. Estação do ano
Este é um ponto interessante e que deve ser muito bem consultado. Você precisa observar a época do ano que irá fazer intercâmbio para basear toda a logística da sua mala e roupas. 
Pense comigo: Se você vai a Europa para o período letivo de Setembro a Fevereiro, as estações que você pegará são: Verão, outono e inverno. Ou seja, o clima estará esfriando, e nesse caso, o melhor é que você leve roupas frescas (para quando você chegar no verão, pois o verão aqui dá 40°), e alguns casacos para quando o tempo começar a esfriar. No entanto, os casacos mais pesados para o alto inverno é melhor que você compre por aqui, pois é mais vantajoso.
Nesse caso, estude bem qual é a melhor forma de arrumar a sua mala!

6. Mala mais vazia do que cheia
Você provavelmente  está arrumando sua mala e pondo tudo o que tem no seu quarto dentro dela com o seguinte argumento:

- Mas eu posso precisar disso tudo!

Eu sei, eu já passei por tudo isso, e também pus muita coisa inútil na minha mala. Agora, faltando uma semana para o meu regresso ao Brasil, eu desejo ter só metade das coisas que eu trouxe, porque comprei o mundo aqui na Europa e quero levar tudo em duas malas de 32kg.
Então, escute meu conselho de amiga, e leve só uma mala mais vazia do que cheia, com apenas as coisas absolutamente necessárias (mas não venha também com a ilusão de que tudo aqui é barato e você vai refazer seu guarda roupas aqui!).



Durante o intercâmbio

1. Programe seu dinheiro
Um fato: Os primeiros meses são os mais caros. Este é um período de adaptação a um novo país e é uma época perigosa pois você sempre terá mais gastos.
Já sabendo disso, ponha tudo na ponta do lápis e se organize ao máximo para evitar gastos desnecessários.

2. Programe bem as suas viagens
Qualquer viagem aqui por dentro da Europa é bastante fácil de ser feita, pois há mais facilidade na compra das passagens. Você pode, por exemplo, ir de Lisboa a Londres gastando apenas 24 euros. Porém, para isso você precisa se programar bem.
Observe sempre o preço das passagens, se atente às promoções das companhias aéreas e compre tudo com antecedência. Uma boa dica é ficar de olho no calendário da cidade e tentar conciliar as viagens com os feriados.

3. Frequência nas aulas
Algo importante no intercâmbio é ir à faculdade, assistir as aulas e aprender coisas novas. Todo mundo sabe que isso não é a única coisa importante, e que o conhecimento cultural e outras atividades que você fizer serão muito enriquecedores.
A dica que dou é: Frequente todas as aulas com regularidade, mas se lembre também que isso não é tudo. Se permita vivenciar novas coisas, eventos da cidade, eventos acadêmicos e culturais, e não fique só preso a sala de aula.


4. Crie vínculos
Não falo só do vínculo com a cidade, mas com as pessoas. Frequente lugares diferente, se permita conhecer pessoas diferentes, crie vínculos com elas e tente se integrar ao máximo no novo país. Essa é uma experiência única na sua vida e ela passa muito rápido, então não se arrependa de fazer amizades, conhecer lugares e se sentir parte de tudo o que está vivenciando.

5. Registre os momentos
Tenha consigo sempre uma câmera ou um celular e registre tudo. Não tenha vergonha de tirar fotos pois elas duram muito e sempre que você olhar para elas vai se lembrar de tudo o que viveu, as pessoas que conheceu e as emoções que sentiu.


6. Torne tudo inesquecível
Durma todos os dias com a sensação de dever cumprido. Aproveite tudo, e faça daqueles momentos inesquecíveis para você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário