quinta-feira, 18 de junho de 2015

Vida de estudante: Avaliações

Para quem tem curiosidade dos métodos de avaliação utilizados por aqui na Europa (no meu caso, em Portugal), vou explicar brevemente sobre os métodos de avaliação utilizados. Relembro que falo com base na minha faculdade, a de Ciências do Desporto (FCDEF).

Bem, basicamente existem três "etapas" de avaliação por aqui, que são:

As frequências são avaliações durante o semestre. Elas são combinadas pelo professor com as turmas e podem ser diversas, desde provas, trabalhos, seminários, etc. 
O professor que escolhe o dia, quantas avaliações e tal. No entanto, ao fim, é tirada a média que precisa ser superior a 10 (pois a nota máxima aqui é 20, e 10 é a média para passar), ou você irá para o outro método a seguir.

A época normal é como uma semana de provas. É a época em que há vários exames para os alunos obterem a média. O legal é que a época de frequência e a época normal não são exatamente obrigatórias. Você pode fazer apenas uma delas para obter a média, ou pode fazer a outra para substituir. Explico melhor mais a frente.

A época de recurso é aquela que todos querem evitar. Equivalem ao que chamamos de Final. Ou seja, se você não obteve a média nos métodos anteriores, você vai para o recurso.


Explicando melhor...


1. Optei por fazer as frequências, fiz todos os trabalhos, e minha média deu ao final 16.
Já estou aprovada, então posso arrumar minhas coisas e sair de férias tranquila.







2. Resolvi não fazer as frequências, e sim a época normal, e consegui 16.
Você pode não ter feito as frequências e deixado para fazer os exames da época normal, sem problemas algum.

3. Fiz as frequências, tirei 12, não gostei da minha nota, resolvi fazer a época normal e tirei 16.
Bem, neste caso, vai imperar a nota mais alta. Mesmo que ela seja da época de frequência. É como uma segunda chance para se sair melhor.



4. Não fiz as frequências, me dei mal na época normal e não consegui a média. Precisei fazer recurso.
Neste caso, por não conseguir a média nos métodos anteriores, o aluno precisa fazer recurso para ser aprovado. Aí é preciso estudar e torcer para conseguir um 18, como eu coloquei no exemplo HAHAHA.


Então, o que acharam? Difícil? Muito diferente do Brasil?
Deixa um comentário aí abaixo dizendo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário